Por um retorno ao evangelho de Cristo


Qualquer pessoa que leia o Novo Testamento com o mínimo de discernimento perceberá o abismo existente entre o que Cristo ensinou e o atual modelo de cristianismo. Não é necessário ser um teólogo para se perceber isso. Qualquer cristão sincero não somente o percebe, mas experimenta certa angústia mediante aquilo em que se transformou a igreja, tanto católica, quanto protestante ou evangélica, nos seus mais diversos segmentos. 1

De fato, muitos pensadores cristãos têm defendido a necessidade de haver uma nova reforma eclesiástica, à semelhança da que ocorreu no século 16, sob a liderança de Martinho Lutero.2  No entanto, o fato é que não vivemos mais no contexto de uma igreja unificada, de modo que nossa oposição, ou protesto, não pode simplesmente direcionar-se a uma instituição, como foi naquela época, mas sim a um sistema errôneo que tem se implantado, com maior ou menor abrangência em diversas denominações cristãs. Por conseguinte, não devemos alimentar a expectativa de um novo Lutero, mas sim de uma nova proposta, a qual não pode ser outra senão um simples retorno ao evangelho de Cristo – e isso, por parte de cada igreja local que tenha despertado para tal necessidade.

No entanto, não devemos confundir esse regresso ao evangelho com o retorno às bases da reforma protestante de cinco séculos atrás. Ora, se retornarmos ao mesmo ponto da estrada por onde já passamos, mais cedo ou mais tarde culminaremos novamente onde agora estamos. Sendo assim, deveríamos primeiro reconhecer que a reforma do século 16 não foi perfeita e nem completa.3  Os próprios reformadores admitiam isso, conforme se comprova na máxima criada por um de seus expoentes, que diz que “igreja reformada deve estar sempre se reformando”.4  Em outras palavras, os pensadores da reforma protestante não queriam vê-la como um ponto de chegada, mas o de partida para um retorno a Cristo e seus ensinamentos. Isso significa que nesses últimos cinco séculos a igreja deveria ter continuado em seu processo de reforma, libertando-se de todo paganismo e acúmulo de vãs tradições, mas, ao invés disso, houve uma quase completa estagnação nesse sentido. 5

Portanto, apresentamos uma proposta simples, porém ousada: que voltemos ao evangelho, dando prosseguimento à reforma que se iniciou há cinco séculos - não a fim de imitá-la, mas sim de irmos além, por meio de uma centralização maior em Jesus Cristo e na essência do seu evangelho, que é o amor.6  Reconhecemos nossa total dependência do Espírito Santo para tamanha empreitada, conscientes de que o mesmo mover de Deus tem ocorrido em igrejas por toda a terra e de que estamos apenas deixando nossa humilde parcela de contribuição. Se você também almeja ser um autêntico discípulo de Cristo, e não desse modelo atual de cristianismo, queremos incentivá-lo a nos conhecer melhor e a seguir Jesus conosco, seja lá onde você estiver.7

Alan Capriles
Pastor

Notas

1. Aconselhamos a leitura de “Discípulos de Cristo, ou discípulos de cristianismo?”.

2. Aconselhamos a leitura de “Reforma e Reavivamento”.

3. Recomendamos a leitura de “Jesus nunca foi evangélico”.

4. Ecclesia Reformata et Semper Reformanda est – Frase criada pelo pastor e teólogo holandês Gisbertus Voetius (1589-1676) por volta de 1618.

5. Isso não significa que sejamos fundamentalistas, pois esse termo remete ao fanatismo religioso – algo que não corroboramos. Significa simplesmente que almejamos praticar o que Jesus nos ensinou, sendo verdadeiros discípulos de Cristo – e não discípulos desse atual modelo vergonhoso de cristianismo. São os discípulos de cristianismo, e não os discípulos de Cristo, que se tornam fundamentalistas, fanáticos e agressivos.

6. Este “amor” ao qual nos referimos é a tradução do termo grego ágape, descrito por Paulo em 1 Coríntios 13 como o “caminho sobremodo excelente” no qual devemos andar, por ser a essência do próprio Deus. “Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor.” (1João 4:8)

7. Com “seja lá onde você estiver” queremos dizer que, através do mecanismo da internet, podemos ajuda-lo no discipulado cristão, bem como na formação de um pequeno grupo para meditação nos evangelhos e oração. Saiba mais a respeito clicando aqui.




Igreja Bíblica Cristã

Sede: Av. Alzira Vargas, 863
Laranjal - São Gonçalo - RJ

Compartilhe!

Contato

contato@igrejabiblicacrista.org
+55 (21) 3606-5614

2014 - Capriles Web Designer
© Todos os direitos reservados.